quarta-feira, 23 de maio de 2012

Imperdível no Minho...




Hoje trazemos-lhe um artigo sobre o que não pode perder no Minho! Desde os sítios mais conhecidos até aqueles cantinhos recônditos. Tirando as ilhas, não há em Portugal terra mais verde do que o Minho. Situado no Noroeste do País, faz fronteira com a Galiza, Trás-os-Montes e o Douro Litoral, englobando os distritos de Braga e Viana do Castelo. 

Esta região foi palco de passagem de romanos, suevos, visigodos e mouros que aqui deixaram as suas marcas, mas o grande acontecimento que se deu nesta região foi, sem dúvida, a fundação de Portugal em Guimarães. Só por esta associação histórica, Guimarães seria sempre um lugar especial. Mas com a classificação como Património Mundial, em Dezembro de 2001 e sendo em 2012, a Capital Europeia da Cultura trouxe um maior relevo a esta cidade tornando-se num ponto de visita que não pode perder.

Outra das cidades históricas do Minho é Braga, o principal centro urbano da região e uma das cidades cristãs mais antigas do mundo, tendo sido fundada pelo imperador romano Augusto ainda antes do nascimento de Cristo. Além da sua vocação religiosa que se manifesta na quantidade de santuários que rodeiam a cidade, esta cidade possui imensos monumentos históricos expostos nas suas ruas e praças.

Mais a norte, no estuário do rio Lima, situa-se a cidade de Viana do Castelo, uma das mais bonitas de Portugal. Tradicionalmente vai-se a Viana para visitar a Basílica de Santa Luzia, para assistir às suas famosas romarias ou para comer as maravilhosas iguarias da região. Mas desde 1984, a cidade tem vivido uma autêntica revolução arquitectónica, tendo a revista londrina Wallpaper se ter referido recentemente à cidade como a nova “Meca da arquitectura” portuguesa, a propósito da requalificação da frente ribeirinha projectada pelo arquitecto Fernando Távora.

Mas muito do fascínio da região não reside na monumentalidade e beleza das grandes cidades, aparecendo entre elas vilas recheadas de encanto. Vilas como Valença, Monção e Melgaço que funcionam como autênticos museus ao ar livre, protegidos pelas suas muralhas históricas. Não pode também deixar de visitar as ruas estreitas da zona velha de Ponte de Lima, a vila mais antiga de Portugal, e os seus bonitos solares, assim como não podemos deixar de referir Vila Nova de Cerveira, a “Vila das Artes”. Além de fonte de inspiração para todas as artes, esta vila é rodeada dum verde luxuriante, cascatas de água límpida e banhada pelo magnífico rio Minho sendo um dos sítios mais aprazíveis nos meses de verão a par da também histórica cidade de Caminha.

 A costa minhota é também povoada por dezenas de praias, fluviais e marítimas com recifes, dunas, pinhais, carvalhais e campos agrícolas. As praias mais populares são as de Ofir e da Apúlia, de areais extensos e finos e com vários moinhos pendurados nas dunas. Mas as mais bonitas situam-se mais a norte, entre Viana do Castelo e Caminha. Arda, Cabedelo e Bico (estas bastante procuradas por surfistas), Carreço, Canto Marinho (classificada como Praia Dourada, devido ao seu elevado valor ambiental e grau de naturalização), Afife e Moledo são alguns desses recantos encantados da costa atlântica.

Deixamos-lhe também o capítulo dedicado ao Minho que extraímos da Brochura "Porto e Norte: A essência de Portugal" disponível no site do Turismo de Portugal, Visit Portugal. Siga a ligação se quiser fazer o download completo da brochura, em http://www.visitportugal.com/pturismo/Downloads/download.aspx?tipo=2&Categoria=4&Page=4.

Sem comentários:

Publicar um comentário