segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Conheces os curiosos peixes migradores do Rio Minho?

ENGUIA europeia (Anguilla anguilla) 



Durante muitos séculos, a enguia permaneceu um verdadeiro mistério pois é um animal muito curioso - nasce no mar e cresce no rio.


Na primavera, a enguia europeia põe os seus ovos nas águas quentes do mar dos Sargaços, no Atlântico Norte.
No verão após a eclosão, são empurradas pelas águas das correntes do Golfo, dissimuladas nas algas à deriva, cujo período larvar dura cerca de 2,5 a 3 anos.


Durante a metamorfose, os LEPTOCÉFALOS (larvas da enguia com o corpo transparente e achatado em forma de folha), deixam de se alimentar e perdem os dentes.


Nesta fase, chega ao rio Minho com o seu corpo torna-se cilíndrico, mantendo a transparência, tem cerca de 6-8 cm e é denominada ENGUIA DE VIDRO, ANGULA ou MEIXÃO, petisco que atinge preços consideráveis e que muito apreciado por “nuestros hermanos”.

A angula enterra-se na areia para se proteger quando está a maré baixa e aproveita a corrente para subir o rio quando sobe a maré e assim vai poupando energia para a sua jornada.

Quando chegam próximo do estuário, aí permanecem em lagos ou charcos de água doce entre 5 a 15 anos. Nesse período atinge o tamanho ideal para ser pescada, na sua fase de ENGUIA AMARELA, alimentando-se de insetos, crustáceos, peixes e aves aquáticas. A fémea adulta poderá chegar aos 1,50m, enquanto o macho não passará dos 60 cm. 


No outono, época de regresso ao mar torna-se escura na parte dorsal, mas o seu ventre permanece mais branco. O seu organismo acumula gordura, que é importante para o percurso de cerca de 7.500km que terá de fazer até ao Mar dos Sargaços para a desova, após a qual morrerá.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

O Dia Mundial do Coração em Cerveira

 Fotografia do mesmo evento, na sua edição de 2011


A prática de actividade física e de um estilo de vida activa é muito importante para a saúde em geral e para o coração em particular. Consciente disso,  a autarquia de Vila Nova de Cerveira assinalou o Dia Mundial do Coração.

O lema, a nível nacional, era “Um mundo, um lar, um coração” e Vila Nova de Cerveira aderiu. No Parque houve também danças de salão, futsal, vólei, simulação de remo e caminhada. Já perto da hora de almoço, no Largo da Feira, formou-se um animado coração humano.
 
Este tipo de iniciativas ajuda a despertar a atenção das pessoas para a sua saúde e importante para a promoção de estilos de vida saudável, que  é a mensagem essencial do Dia Mundial do Coração.

A Fundação Nacional de Cardiologia alerta para a necessidade de prevenir os principais factores de risco cardio-vascular, como o sedentarismo, hipertensão, tabagismo, stress, obesidade e diabetes; aconselhando o rastreio e o diagnóstico médico, fundamentais para avaliar o risco que se corre de vir a ter uma doença cardiovascular.
 
 
O estilo de vida saudável passa também pela alimentação e aqui deixamos algumas dicas para uma alimentação favorável à saúde do seu coração:
 
  • Coma muita fruta e legumes diariamente. Ingira cereais, sobretudo integrais
  • Opte por alimentos pouco gordos: aves sem pele, carne magra, peixe…
  • Consuma azeite, em vez de óleos
  • Equilibre as calorias que ingere diariamente com as suas necessidades de acordo com a sua actividade
  • Tenha em conta o seu estilo de vida e de trabalho
  • Limite a ingestão de comida calórica que não aporta nutrientes (calorias vazias), tais como, snacks, refrigerantes e guloseimas…
  • Reduza o consumo de produtos com gorduras hidrogenadas: alimentos pré-cozinhados e industriais e algumas margarinas
  • Modere o consumo de sal. Para potenciar o sabor dos alimentos utilize ervas frescas e especiarias
  • Controle a ingestão de bebidas alcoólicas
  • Não salte o pequeno-almoço, dele depende a sua energia durante a manhã. Deve conter pão, fruta, mel, lacticínios e cereais.


  • Temos à porta um fim de semana prolongado, aproveite para se mexer :)


    Texto e fotografias com base na informação da Câmara Municipal de Cerveira e no portal de saúde do Sapo,em http://saude.sapo.pt/

    quinta-feira, 20 de setembro de 2012

    VII Festival de Bandas

                                              Terreiro, Vila Nova de Cerveira
     
    O Centro Histórico de Vila Nova de Cerveira vai ser palco, no próximo domingo, dia 23 de setembro, do VII Festival de Bandas, um evento organizado pela Associação Cervaria, que conta com o apoio da Câmara Municipal.
     
     
    As bandas filarmónicas fazem parte da história do nosso país e uma das teorias atribui a sua criação às bandas militares. Desde que os seres humanos começaram as lutas, que a música foi aliada, como meio de incentivar a força, a coragem e, como forma de lazer, lúdica, nos intervalos entre as guerras.
    Outra das realidades é que, inspiradas nos ideais liberais e da fraternidade, as Filarmónicas nasceram para democratizar a instrução e elevar o nível cultural das pessoas, contribuindo, assim, para concretizar algumas das concepções de João Amos Coménio, o patrono da UNESCO.
    Em Portugal, as bandas filarmónicas são, em muitos locais e regiões, as Escolas de Música e a cultura musical de muitos jovens está directamente relaccionada com esta realidade, tanto como alunos como espectadores, pelo que os festivais e encontros de bandas são sempre aguardados com grande espectativa, pois fazem parte da nossa identidade.
     

    Assim, no próximo Domingo aguarda-se, como é habitual, uma grande festa das bandas filarmónicas portuguesas, que começará pelas 11h00, com um desfile. O concerto terá início pelas 15h00, no Terreiro. Subirão ao palco a Banda Velha de Barroselas, Banda Amigos da Branca, Banda de Carregosa, Banda de Amares e Banda da Trofa.
     
    No encerramento, previsto para as 19h00, as cinco bandas interpretarão em conjunto “Ponte da Amizade”, da autoria de Valdemar Sequeira. É  muito emocionante, quando as várias bandas se juntam e tocam em conjunto, é um momento grandioso e inspirador.
     
     
     
     Aqui fica um exemplo desses momentos, quando 14 bandas tocam em conjunto o Hino Nacional:

     

    quarta-feira, 12 de setembro de 2012

    Vila Nova de Cerveira recebe III Minho Reggae Splash - Festival Internacional de Reggae de Vila Nova de Cerveira



      Concertos de reggae, escalada, trilho do veado, espetáculos de rua, workshops de dança, percussão africana e malabares e uma festa de despedida soundsystems estão no cartaz do certame. A organização é da responsabilidade da Associação Cultural Minho Raggae, com o apoio da Câmara Municipal.
     
    Auditório Municipal, Parque de Lazer do Castelinho e Praia da Lenta são os “palcos” principais dos dois dias de festival internacional, em que os ritmos raggae marcam as sonoridades. Segundo a organização, o Minho Reggae Splash é um festival dedicado à música reggae e outras expressões artísticas, caraterizado por um ambiente positivo e de cordialidade.
    Os grupos e músicos vêm da Jamaica, Brasil, Espanha (com a maior representação ao nível dos músicos), mas também de Portugal, mais propriamente do Barreiro. A banda Urbanvibsz faz parte do cartaz 2012, é portuguesa e composta por quase uma dúzia de músicos marcados pelas raízes do reggae.

    A III edição, este ano tem os dois dias dedicados a shows de reggae no palco principal, e espetáculos diversos e workshops agendados para o segundo dia.
    O festival dispõe de serviço de acampamento para todos os participantes, num espaço em ambiente natural, na península fluvial da Praia da Lenta. A área tem serviços básicos de higiene, como água potável e sanitários.

    Dois dias de muita música

    Oito músicos e grupos dividem-se pelos dois dias do III Minho Reggae Splash. Quatro no primeiro e quatro no dia 15 de setembro.
    No primeiro dia, da Jamaica vem a Cerveira Earl Sixteen, músico que é considerado uma das “lendas vivas” do reggae, no ativo desde os anos 70. Earl, que desde os 16 anos trabalhou com os melhores produtores de Jamaica e europeus, apresenta uma discografia que ultrapassa as duas dezenas de álbuns editados, alguns deles, verdadeiros clássicos no seu género.
    Benjammin também atua no primeiro dia. É de Barcelona. Começou o seu trajeto artístico no final dos anos oitenta como MC e saxofonista em Sound System em Londres. Durante anos desenvolveu uma grande variedade de estilos vocais, desde o roots mais profundo até o raggamuffin ou o soul.
    Versionites - Tribute to Bob Marley & The Wailers chegará da capital espanhola, para atuar também no dia 14. A banda assume-se como um projeto tributo âs grandes lendas do reggae liderados pelo trio vocal Emeterians. Nesta III edição do Minho Reggae Splash homenageiam o trabalho de Bob Marley & The Wailers.
    Os Natural Green, do Ferrol espanhol também integram o cartaz do festival. São um grupo de jovens estudantes de conservatório que resolveram formar uma banda de reggae. Diz a organização que “apresentam um estilo fresco e potente, com uma mensagem direta, e um som mais próximo as novas raízes do roots reggae, liderado pelo seu cantor Mr. Mou”. O grupo completa o cartaz do primeiro dia.

    Portugueses no segundo dia do festival

    No dia 15 atuam os Habitantes de Zion, vindos de Florianópolis, no Brasil. Os “Habitantes” formam uma das grandes bandas brasileiras que executam um reggae “consciente e positivo, cheio de cor, um espetáculo feito para divulgar a sua mensagem de unidade”.
    E é também no segundo dia que chegam os portugueses Urbanvibsz. A banda está habituada a partilhar o palco com artistas de primeiro nível internacional como Barrington Levy e Richie Campbell. Na apresentação refere-se que “ao vivo, a banda mostra seu bom ‘feeling’, combinando a mensagem consciente e positiva com a poderosa energia da sua música”.
    A banda Blueskank Acustic Set vem de Madrid, onde é uma referência ao nível do movimento reggae. Blueskank mostra um reggae contemporâneo, aproximando-se do som mais blues e soul. O seu espetáculo em set acústico centra o reggae nas harmonias vocais e nos arranjos do violão acústico.
    Também de Espanha, mas da vizinha cidade de Vigo vêm por fim os Transilvanians, tidos como “uma das bandas de referência na península no estilo mais clássico do reggae”. Eles têm um LP editado e três 7", um deles editado com Roy Ellis aka Mr. Symarip, um dos grandes artistas do reggae, com o qual trabalham habitualmente como backing band.

    PROGRAMA
    Sexta | 14 de Julho

    21:00 || Abertura de portas Selassie Sound - Auditório Municipal
    22:00 || Natural Green
    23:15 || Habitantes de Zion
    00:45 || Versionites Tribute to Bob Marley & The Wailers
    02:30 || Benjammin backed by Selassie Sound System

    Sábado | 15 de Julho

    11:00 || Roteiro ao Cervo - Parque Lazer Castelinho - Workshop escalada
    14:30 || Abertura de portas Auditório Municipal
    15:00 || Novo Circo
    17:00 || Bloco de percussão - APERTA
    18:00 || Workshops
    20:00 || Abertura Concertos Bob Figurante
    20:30 || Blueskank
    21:30 || One
    22:45 || Transilvanians
    00:15 || Urbanvibsz
    02:00 || Earl Sixteen backed by Bob Figurante
    04:00 || Festa After Despedida
     
    Aqui fica o vídeo oficial:

     
     
    Saiba mais na página oficial do certame em http://www.minhoreggae.com/

    quarta-feira, 5 de setembro de 2012



    A desfolhada tradicional minhota vai voltar ao Terreiro de Vila Nova de Cerveira no próximo dia 8 de setembro, sábado, a partir das 21h30. A organização é da Câmara Municipal, que conta com o apoio de vários ranchos folclóricos, entre outras entidades.
    Festa, convívio e recuperação de usos e costumes que fazem parte da história da Vila marcam mais uma vez a edição deste ano da desfolhada tradicional minhota, em que intervêm o Rancho Folclórico e Etnográfico de Reboreda, Rancho Folclórico Infantil de Gondarém e Rancho Folclórico de Sopo.

    Esta será também uma viagem ao passado quando era hábito, em Setembro ou princípios de Outubro, cortar as canas do milho, que posteriormente eram transportadas para a eira em carros de bois.
    Na eira fazia-se então a desfolhada, entre cantares e sons tradicionais. À medida que se desfolhava o milho, amontoavam-se as espigas em cestos de verga, depois despejados no canastro ou espigueiro. O trabalho transformava-se assim em festa, sobretudo para os mais jovens, que participavam ativamente, sempre na esperança de encontrar o milho-rei e beijar o rapaz ou a rapariga de quem gostavam.

    De acordo com a tradição, quem escontra o milho-rei deve dar também um abraço a todas as pessoas presentes. O convívio inclui comes e bebes, nomeadamente a broa e os enchidos da região e o vinho verde.

    Será assim também no serão de sábado, em Cerveira, onde esta recriação da desfolhada tradicional já ganhou lugar de destaque nos eventos culturais de Verão.
     
    Curiosidades:
    - Antigamente, a desfolhada era uma oportunidade única para se aproximar fisicamente das raparigas, das namoradas, até das noivas porque, na época, as convenções sociais eram muitas e a vigilância por parte dos pais era muito apertada;
    - O milho é uma das plantas cultivadas mais antigas. Estudos arqueológicos forneceram elementos que permitem afirmar que o milho já existia como cultura, ou seja, em estado de domesticação, há cerca de 4.000 anos e já apresentando as principais características morfológicas que o definem, botanicamente, na actualidade.
     

    quarta-feira, 29 de agosto de 2012

    Histórias dos nossos conterrâneos

     
    
    Hoje é a cerimónia de abertura dos Jogos Paralímpicos Londres 2012 e Inês Fernandes  será a porta-estandarte da comitiva portuguesa. A Inês tem 24 anos e trabalha na empresa “Marfrio”, na Zona Industrial de Vila Nova de Cerveira, treinando na pista de atletismo municipal, sob orientação de Jorge Rodrigues. No ano passado, obteve o terceiro lugar na modalidade de arremesso do peso, nos Jogos Paralímpicos de Atletismo que tiveram lugar na Nova Zelândia. 
     
     
     
     Inês Fernandes, imagem partilhada a
    partir do website do Comité Paralímpico Português

    A atleta ocupa a terceira posição do ranking mundial e vai competir no próximo dia 5 na modalidade de Lançamento do Peso, classe F20.
    A Inês tem como ambição ser Campeã Paralímpica e o seu mote é "Trabalhar para lançar longe".
    Como atleta, a Inês é uma inspiração para todos nós, pelo seu trabalho, vontade e força.
    Que esta participação em Londres lhe traga o retorno que merece pela sua dedicação.
     
    Obrigada Inês e Força Portugal!

    segunda-feira, 20 de agosto de 2012

    A Festa da História em Vila Nova de Cerveira



    São três dias intensos para mergulhar no espírito medieval, provar iguarias ancestrais, revisitar locais, conhecer espectáculos de época, relembrar gentes, usos e costumes de há muitos séculos. Esta é a proposta da Festa da História 2012, um evento que já se afirmou no concelho pela originalidade e pela qualidade, atraindo visitantes de toda a região e da vizinha Galiza.

    As animações serão constantes. Nesta edição, haverá passeios de charrete, acampamento com exposição de armas, demonstração de forja, exposição da curtimenta das peles, tiro ao arco, jogos medievais infantis durante o dia, demonstrações de ofícios, exposição de animais de pequeno porte e muito, muito mais.

    Não vale perder o fôlego, porque a lista de ofertas ainda não terminou. A gastronomia vai voltar a marcar presença forte e promete surpreender, com a confeção de várias iguarias. Não faltará a música ambiente, a dança de ventre e outras e os animadores de rua, capazes de espantar os visitantes da Festa da História em qualquer momento.
    Os artesãos e mercadores também trazem surpresas, mas o melhor é saber com o que pode contar a cada momento e preparar-se para usufruir ao máximo. Para isso, aqui fica o programa:


    Dia 24 / sexta-feira
    (18h00 às 00:00h)
    18h00- Abertura do mercado com arruada de músicos
    19h00- Demonstração do voo das aves de rapina
    19h30- Malabares e acrobatas
    20h00- Espectáculo equestre
    21h00 - Cortejo medieval
    22h00- Torneio
    22h30- Passeio da serpente
    23h00- Espectáculo equestre
    23h30- Espectáculo de fogo
    24h00- Encerramento do mercado

    Dia 25 / Sábado
    (10:00h às 00:00h)
    10h00 - Abertura do mercado
    10h30 – Demonstração do voo de aves de rapina
    11h00 - Torneio apeado
    12h00 - Espectáculo equestre
    12h30- Teatro “A Flatulenta” no Terreiro
    13h30- Malabares e acrobatas
    14h00 - Demonstração do voo de aves de rapina
    15h00- Danças medievais
    16h00- Espectáculo equestre
    17h00 – Teatro “pedido da dama em casamento”
    18h30 – Demonstração do voo de aves de rapina
    19h30 - Espectáculo equestre
    21h00 – Teatro “Venda de escravos”
    22h00 - Acrobacia e malabarismo
    23h00- Espectáculo equestre
    23h30- Espectáculo de fogo
    24h00 - Encerramento do mercado

    Dia 26 / Domingo
    (10:00h às 23:00h)
    10h00 - Abertura do mercado
    10h30- Demonstração do voo das aves de rapina
    11h00 - Malabares e acrobatas
    11h30- Torneio apeado
    12h00 - Espectáculo equestre
    12h30 – Teatro “Auto da Burla do Amor”
    14h00 - Demonstração do voo de aves de rapina
    15h00 - Danças medievais
    16h00 - Malabares e acrobatas
    16h30- Torneio apeado
    17h30- Espectáculo equestre
    18h30 - Demonstração do voo das aves de rapina
    19h30- Torneio apeado
    20h30- Espectáculo equestre
    21h00 - Passeio da serpente
    21h30- Espectáculo de encerramento com apontamentos de toda a animação
    22h00 - Encerramento oficial da Festa da História 2012

    Fonte: Portal de Vila Nova de Cerveira